fbpx

O plano de saúde na vida do idoso

O Datafolha, em pesquisa inédita, revelou que 97% dos idosos não pensam em trocar de plano. Os dados ficam ainda mais atraentes quando mostram que 64% de beneficiários na “melhor idade” percebem que estão bem de saúde. A pesquisa ‘Longevidade: Idosos e Planos de Saúde’ foi realizada com 1.110 entrevistados a partir dos 60 anos – com e sem plano de saúde – nas cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo.

O estudo também descobriu que 70% dos idosos estão satisfeitos com os seus planos de saúde, sendo que 53% estão satisfeitos com tudo. Os números, diferente do que se imaginava, demonstra a fidelidade dos planos com os seus beneficiários – para ter ideia, os beneficiários acima dos 60 anos têm, em média, seus planos há 19 anos e a maioria não pretendem mudar nos próximos seis meses. Os idosos com planos de saúde fazem mais exames em relação aos que não têm. Segundo o Datafolha, 51% dos beneficiários faz, pelo menos, um exame a cada seis meses. Esse número cai para 39% para os idosos que não têm plano.

A terceira idade é o grupo que mais cresce em adesão aos planos de saúde. Nos últimos doze meses, aumentou em 2,3%, enquanto as faixas etárias mais jovens apresentaram quedas significativas de beneficiários. Isso reforça que o plano de saúde é um serviço estimado pelo idoso. A pesquisa também apresenta características que influenciam a qualidade de vida desse grupo: dos 34% que fizeram planejamento financeiro durante a vida, 46% possuem plano de saúde – já em relação aos 66% que não se planejaram, 73% não têm o benefício.

Portanto, idosos mais felizes fizeram planejamento financeiro na idade ativa e, hoje, contam com seus planos de saúde como ferramenta preventiva na melhoria da qualidade de vida.